DRE

DRE: o relatório financeiro que permite transformar a sua empresa!

Apesar de parecer complexo para muita gente, a DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) é uma excelente ferramenta para ajudar na administração da sua empresa, pois irá auxiliar na organização e visualização dos indicadores financeiros. No entanto, se você não está familiarizado com esse instrumento, nesse artigo você poderá conhecê-lo, bem como entenderá suas funcionalidades e importância. 

 

O que é DRE?  

Falando de maneira simplificada, a DRE é um relatório ou demonstração contábil que verifica as operações financeiras que determinada empresa realizou em um intervalo de tempo. Para isso, essa ferramenta confronta despesas, custos, receita, investimento e outros indicadores, chegando aos resultados líquidos da empresa durante aquele período.

Sendo assim, a DRE vai te possibilitar enxergar de forma estruturada e organizada os resultados financeiros do seu negócio de maneira transparente, ou seja, será possível constatar se houve lucro ou prejuízo e entender as razões desse resultado. A partir disso, a empresa pode avaliar e pensar ações tanto no âmbito administrativo quanto financeiro. 

Diante disso, a DRE deve ser realizada anualmente ou semestralmente para fins legais, utilizando o modelo estabelecido pela lei 6.404/1976. Contudo, a empresa pode realizá-lo também trimestralmente ou mensalmente se assim ver como necessário administrativamente. 

 

Para que serve a Demonstração de Resultados do Exercício? 

Agora que foi possível entender um pouco mais sobre o que é a DRE, é importante compreender também a finalidade e funcionalidade deste relatório. Como dito acima, fazer a DRE te possibilita visualizar de forma geral os seus resultados financeiros líquidos e ela serve para gestão estratégica da sua empresa e uma governança corporativa de qualidade. Nesse sentido, esse relatório analisa criticamente os resultados e demonstra a eficiência das práticas da empresa. 

Isso ocorre porque com a DRE será possível constatar: 

  • o montante das despesas gerais da empresa
  • a distribuição dos custos no que tange os produtos e serviços
  • o faturamento total de vendas
  • o lucro alcançado pela empresa naquele período
  • as incidências de impostos nos produtos e serviços
  • se há endividamento e, se houver, qual a gravidade dessa situação
  • as estratégias a se adotar a partir desses resultados

 

Por que realizar a DRE é tão importante? 

Além da obrigatoriedade legal, a realização da Demonstração de Resultados é extremamente importante para a gestão de sua empresa e traz alguns benefícios. Com a DRE seu negócio poderá visualizar com clareza quais foram os seus custos e lucros, entender o período mais lucrativo, dentre outras coisas. Isso significa que esse relatório permite entender seu ciclo financeiro, avaliar a capacidade da empresa e a situação real em que ela se encontra, essencial para tomar decisões mais assertivas. 

Sendo assim, esse demonstrativo também permite avaliar o desempenho e eficiência dos gestores e garantir a transparência e confiança com os stakeholders mais relevantes para a empresa. Nesse sentido, a DRE é muito utilizada por investidores, gestores, bancos e até pelo próprio governo, sendo um relatório simples de se analisar.

 

Como elaborar uma DRE?

Estando clara a importância da DRE para a sua empresa, a seguir você aprenderá o passo a passo para montar o seu relatório. Entretanto, antes disso é necessário conhecer a estrutura dessa demonstração.

 

Estrutura de uma DRE

Receita Bruta do período analisado pelo relatório (faturamento)

– Deduções e abatimentos

= Receita Líquida

– Custos de Mercadorias Vendidas

= Lucro Bruto

– Despesas com Vendas

– Despesas Administrativas

– Despesas financeiras

= Resultado operacional líquido ou Resultado antes IRPJ e CSLL

– Provisões IRPJ e CSLL

= Resultado Líquido

 

Passo a passo para elaborar uma DRE

  1. Receita Líquida: com a estrutura clara e montada, o primeiro passo é calcular a receita líquida que corresponde à receita bruta (vendas de produtos + venda de mercadorias + prestações de serviço) menos as deduções da receita bruta (devoluções de vendas + abatimentos + impostos + contribuições incidentes sobre vendas). 
  2. Resultado ou Lucro Bruto: em seguida nos resultados encontrados na estrutura está o lucro bruto e para chegar a ele é preciso deduzir da Receita líquida o custo das vendas, ou seja, os valores das mercadorias e dos serviços vendidos. 
  3. Resultado antes do IRPJ e CSLL: encontrado o lucro bruto, é preciso subtrair dele todas as despesas operacionais, isto é, as despesas financeiras, gerais e administrativas. Com isso, se chega ao resultado antes da incidência de IR, que corresponde ao Imposto de Renda, e CSLL, que é a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. 
  4. Resultado ou Lucro Líquido: com todos os resultados acima, para alcançar o lucro líquido falta apenas subtrair a provisão para o IR e CSLL do resultado antes do IR e CSLL encontrado anteriormente. a provisão para IR e CSLL.
  5. Lucro Líquido do Exercício: para finalizar, basta subtrair ou adicionar também outras receitas e despesas que são as chamadas “despesas extra operacionais”, isto é, participações de debenturistas, empregados, gestores, investidores, entre outros. Nesse sentido, toda DRE tem como objetivo alcançar o LLE (Lucro Líquido do Exercício).

 

Análise da DRE

Após fazer a DRE e encontrar os resultados financeiros do seu negócio, é necessário fazer a análise desses dados, afinal, é através dela que será possível compreender a capacidade e deficiências da sua empresa, bem como traçar novas estratégias para ela. Para isso, existem técnicas de análise nas quais elas podem ter caráter vertical ou horizontal. 

  • Análise horizontal: são análises de caráter mais amplo pois permitem entender a evolução tanto dos gastos quanto da receita, possibilitando avaliar o faturamento e as despesas em determinado período. 
  • Análise vertical: são realizadas apurações de contas. Sendo assim, é possível visualizar o impacto de uma despesa no total, entender melhor as tendências e estabelecer projeções que podem ajudar a empresa como um todo. 

 

Em adição a isso, é importante ressaltar que existem softwares de gestão financeira que realizam a DRE, mas também são importantes em toda a gestão visto que integram os dados, garantindo uma gestão financeira com maior qualidade. No que tange a DRE, a utilização desses softwares traz resultados mais precisos, evita erros diante de tantos dados que são utilizados neste relatório e, consequentemente, garantem uma análise mais eficiente para o seu negócio, conheça os sistemas da SMB STORE (clique aqui), todos nossos sistemas contam com um controle de DRE automatizado para mais agilidade no dia a dia da sua gestão!

 

E aí? Conseguiu compreender a importância que a DRE pode ter no seu negócio? Com ela você terá um planejamento estratégico eficiente para alavancar sua empresa e se quiser mais dicas para o crescimento e desenvolvimento do seu negócio através de uma gestão eficiente, continue navegando pelo nosso blog e encontre muito mais. 

 

Confira o post onde explicamos a diferença entre o relatório de fluxo de caixa X DRE

Você sabe a diferença entre Fluxo de Caixa e DRE (Demonstrativo de resultados) ?

Receba em primeira mão dicas de empreendedorismo